Post

Tudo revelado em três atos!

Três fragmentos elucidadores de uma crença antiga e já ultrapassada. O colesterol não é o grande vilão. O que é de verdade é uma desculpa para o enriquecimento da indústria farmacêutica. Alimente-se corretamente e esqueça este fantasma!

«O colesterol alto pode aumentar a longevidade.

Talvez um dos estudos mais extraordinários sobre o impacto positivo do colesterol no sistema neurológico como um todo tenha sido um artigo publicado em 2008 na revista Neurology, que apresenta o colesterol alto como um fator protetor contra a esclerose lateral amiotrófica (als, também conhecida nos Estados Unidos como doença de Lou Gehrig).13 Não há tratamento eficaz contra a als, uma doença devastadora com que lido diariamente em meu consultório. A als é uma desordem degenerativa crônica que afeta os neurônios motores do corpo e leva à morte dois a cinco anos depois do aparecimento.» (A dieta da mente, Perlmutter Dr. David, Fontenelle André).

«A hiperlipidemia (nível alto de colesterol) é um fator de prognóstico de sobrevivência significativo nos pacientes com esclerose lateral amiotrófica. Esta descoberta ressalta a importância de estratégias de intervenção nutricional sobre a evolução da doença e exige nossa atenção ao tratar estes pacientes com drogas redutoras de lipídios.» (A dieta da mente, Perlmutter Dr. David, Fontenelle André).

«em 2010, o American Journal of Clinical Nutrition publicou um surpreendente estudo que expõe a verdade por trás de lendas urbanas sobre gorduras, principalmente as saturadas, e problemas cardíacos.14 O estudo era uma avaliação retrospectiva de 21 artigos médicos anteriores, envolvendo mais de 340 mil pacientes, acompanhados por cinco a 23 anos. Ele concluía que a “ingestão de gorduras saturadas não estava associada a um risco maior de doenças cardíacas coronarianas, derrames ou doenças cardiovasculares”. Na verdade, ao comparar o nível de consumo de gorduras saturadas ao mais elevado, o risco real de doenças coronarianas foi 19% menor no grupo que consumia a maior quantidade de gordura saturada. Os autores também afirmaram: “Nossos resultados sugerem um viés de publicação, de tal modo que os estudos com associações significativas tendem a ser recebidos para publicação de forma mais favorável”. O que os autores estão sugerindo é que quando outros estudos apresentavam conclusões mais parecidas com o pensamento reinante (isto é, que a gordura causa problemas cardíacos), sem mencionar mais atraentes para a indústria farmacêutica, esses estudos tendem a ser mais publicados. A realidade é que gorduras saturadas nos fazem bem. Nas palavras do dr. Michael Gurr, autor do livro Lipid Biochemistry: An Introduction [Bioquímica do lipídio: Uma introdução]: “Qualquer que seja a causa das doenças cardíacas, elas não se devem primordialmente a um consumo elevado de ácidos graxos saturados”.15

Em um relatório posterior do American Journal of Clinical Nutrition, um painel de pesquisadores de vários países, respeitados na área de nutrição, afirmou claramente: “Atualmente não há relação clara entre a ingestão de ácidos graxos e esses eventos [obesidade, doenças cardiovasculares, incidência de câncer e osteoporose]”. Os pesquisadores prosseguiram afirmando que as pesquisas devem ser voltadas para “as interações biológicas entre a resistência à insulina, refletida pela obesidade e pela inatividade física, e a qualidade e a quantidade de carboidratos”.16

Antes de observarmos outros estudos que mostram os benefícios da gordura, principalmente os alimentos cheios de colesterol, vamos pensar até que ponto rejeitamos exatamente aquelas comidas que podem manter nossos cérebros saudáveis e abastecidos para uma vida longa e vibrante. Isso exigirá um pequeno desvio pela relação entre a gordura alimentar e a saúde cardíaca, mas a história tem relação direta com a saúde do cérebro.» (A dieta da mente, Perlmutter Dr. David, Fontenelle André).

#saude #dieta #colesterol #livredogluten #vendendosaude

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s